Como ter direito a assistência médica na Itália

Se você vem morar na Itália por motivo de estudo, trabalho sazonal ou mesmo turismo e pretende ficar por aqui por um período superior a um mês, você pode usufruir do certificado de assistência médica na Itália do INSS. Esse certificado dá direito a assistência médica gratuita na Itália sem nenhum custo e faz parte de um acordo bilateral entre o Brasil e a Itália.

Quem tem direito a assistência médica na Itália?

Todos os contribuintes do INSS e seus dependentes sem nenhum custo adicional. Você só precisa entrar no site do Ministério da Saúde na página do CDAM (Certificado de Direito a Assistência Médica) e fazer a inclusão do beneficiário (menu da esquerda), inserindo posteriormente o seu CPF no campo onde pede o número de identificação.  Depois de inserido o CPF abrirá o formulário para o preenchimento de todo os seus dados.

Na página do CDAM você encontra ainda todas as informações de documentos necessários para solicitar o seguro, bem como os endereços dos escritórios do INSS em cada estada onde são autorizados os certificados.

Depois de inserir seus dados no sistema você deve entrar em contato com o escritório do INSS do seu estado para agendar uma data e horário para retirar o seu certificado.

 

Existem duas categorias de pessoas que podem se beneficiar do uso do certificado de assistência médica na Itália:

Os brasileiros residentes na Itália por um período mínimo de 1 ano –  têm direito a se beneficiarem de cuidados de saúde e à assistência hospitalar. O beneficiário terá direito a um cartão de saúde que dá direito a escolha do médico de família, tratamentos especialistas, exames clínicos, pagamentos parciais de medicamentos (com prescrição), internações, etc…

Os cidadãos brasileiros em viagem de curta estadia na Itália, por razões de turismo, estudo ou trabalho podem usar a assistência médica na Itália, para realizar consultas e terem cuidados hospitalares, caso necessitem.

 

Chegando na Itália, para usufruir da assistência médica é necessário apresentar o formulário (que se chama IB-2)  recebido no Brasil em uma ASL (Agência de Saúde Local) – no setor chamado “Assistenza sanitaria all’estero” – no bairro em que você reside ou onde estará hospedado.

Se você não vem para residir e sim à turismo, é possível colocar como endereço na Itália o endereço do hotel em que estará hospedado. Na ASL, o seu IB-2 será adicionado no sistema computadorizado e depois será carimbado e autorizado para que você possa escolher o seu médico de base e depois disso tenha direito a solicitar prescrições médicas especiais (por exemplo, pessoas que precisam de medicamento controlado),  fazer pedidos de exames médicos, hospitalizações etc.

No período de alta temporada na Itália (que vai de junho a setembro), existe uma outra alternativa para quem precisa de uma consulta médica de urgência enquanto está viajando e não fez o certificado de assistência médica na Itália do INSS.

Receita médica

Na maioria das cidades turísticas italianas, entrando na página da ASL da região e procurando a cidade em que se está, existe um setor chamado “Assistenza Sanitaria per Turisti” onde é possível consultar um médico por 15 euros. Em Rimini, por exemplo, consta todos os locais e horários dos ambulatórios médicos para turistas. Os médicos falam inglês e conseguem se comunicar facilmente com os turistas.

Se você tiver uma virose ou mesmo uma dor de garganta que precise de antibiótico na Itália terá que consultar um médico, pois a maioria dos medicamentos são vendidos somente com receita médica.

 

* * *

Você poderia se interessar também pelo artigo Trabalhar legalmente na Itália

 

 

 


 

One thought on “Como ter direito a assistência médica na Itália

  1. Rochele Dolejal Homem

    Super útil, acabei de fazer o meu seguro seguindo tuas dicas. Obrigada!

Escreva seu comentário